Atualizado em 19.07.2014

Atualizado em 19.07.2014

terça-feira, 22 de março de 2011

13 - O que é energia? MEDICINA QUÂNTICA - TERAPIA POR FREQUÊNCIAS - TERAPIA VIBRACIONAL - Medicina BIOENERGÉTICA - ESTRESSE- Bioenergia x Estresse - Energia VITAL - FREQUENCIA - RADIAÇÃO - BIORADIAÇÃO - VIBRAÇAO e RESSONÂNCIA

 Itens nesse tópico:
Terapia por Frequências- Medicina Vibracional - Medicina Quântica
Bioenergia
Bioenergia x Estresse 
ENERGIA VITAL 
FREQUÊNCIA  
RADIAÇÃO
Bio radiação
VIBRAÇÃO e RESSONÂNCIA
 MEDICINA BIOENERGÉTICA
Entendendo o estresse
estresse, stress, complexo B, zinco. Eckhart Tolle.
Corpo de Dor por Eckhart Tolle
 
ELETROTERAPIA NA CURA DOS SER - GFU - GERADOR DE FREQUÊNCIA UNICA - A ENERGIA e a CURA.

“Para a Terapia por Frequências o reequilíbrio energético influi diretamente no processo da saúde. É conhecida também como Medicina Vibracional, Medicina Bioenergética e Medicina Quântica"

Energias fluem para o interior do corpo e influenciem os processos fisiológicos. Os seres captam e emitem energia.

Falando biologicamente o que chamamos comumente de doença é um desequilíbrio das energias.

Este desequilíbrio energético desestrutura: 
- a organização molecular das células, 
- desestrutura seu crescimento, 
a maneira como ela se alimenta (se estiver aglomerada não consegue captar os nutrientes), 
- sua oxigenação (um meio ácido com toxinas desfavorece a oxigenação) e elas perdem sua função e sua característica básica. 

Esse desequilíbrio influi diretamente nos tecidos, órgãos e funções vitais do ser humano e dos animais.

"O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças, mas sim formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente”  Dr. Richard Gerber (Medicina Vibracional)

Várias são as denominações usadas para falar sobre as patogenias e o desequilíbrio energético. Atualmente se fala em " CURA QUÂNTICA ".

Problemas de saúde freqüentemente são diagnosticados como distúrbios genéticos ou bioquímicos, e levam o nome de patologia.

Bioenergia
Todo SER VIVO tem em seu interior uma corrente energética.  Essa corrente energética recebe o nome de  “bioenergia”.

Bioenergia - manifestação da energia da vida no organismo do ser humano. Os orientais já trabalham há anos com essa energia. Os acupunturistas relatam que quando seu paciente faz uso do GFU facilita o "caminhar e o desbloqueio" das energias.


Termo usado por Reich equivalente à bioenergia: movimento expressivo da vida. Muito LINDO !!! É por essas e outras que amo o trabalho que realizo e os acompanhamentos aos usuários do GFU.

As bioenergias são energias responsáveis pelo funcionamento e organização do corpo humano.

Após o corpo desenvolver a desvitalização bioenergética, os sintomas começam a aparecer indicando que algo está errado. 

É o corpo falando.
Lembrando sempre que o corpo é PERFEITO. Nessa fase nem sempre é possível identificar as causas através de exames clínicos convencionais.
No trabalho que realizo essa pesquisa é feita pelos sintomas, hábitos, alimentos e demais influências e energias que o corpo emite e recebe. 

O sangue estando ácido acarreta:
•Dificuldade de fixação de oxigênio pela hemoglobina
•Agregação de hemácias (glóbulos vermelhos)
•Condição para desenvolvimento de micro organismos no sangue
•Hipofuncionalidade do sistema imunológico mais sobre no Tópico Acidose e sintomas

Resumindo:
O estudo da Bioenergia parte do princípio de que toda disfunção física ocorre primeiramente em nível bioenergético, ou seja, toda manifestação física é precedida por uma disfunção bioenergética. 

Eu diria assim: Os desequilíbrios que causam as doenças também vem de fora , por exemplo, alimentos contaminados com química tem uma energia desequilibrada. 
Uma água com pH baixo também, um ar poluído, pensamentos, informações subliminares, eletromagnetismo, entre tantos outros.

Produtos que usamos para limpeza onde nossa pele tem contato com a química neles contida e exalamos  vapor dessas químicas.

Produtos que usamos em nosso corpo: shampoos, sabonetes, cremes (vale ler os rótulos), tinturas para o cabelo. Essas são tão fortes que sugerimos aos usuários do GFU ELETROTERAPIA  FAZER 20 MINUTOS NOS DIAS DA TINTURA, E QUANDO FAZEM A ESCOVA PROGRESSIVA. 

Uma casa com veios de água carregados de eletricidade está em desequilíbrio. Com muitos aparelhos emitindo ondas eletromagnéticas também. Todas essas questões são verificadas no trabalho que realizo a distância há cerca de 20 anos. helofontoura@hotmail.com

Um local com brigas ... também gera um desequilíbrio energético. A maioria das vezes o inverso acontece: Um local em desequilíbrio gera brigas. Corrigindo o local ... tudo melhora.

Bioenergia x Estresse
Uma das causas dessa desorganização é causada pelo estresse que pode ocorrer após perdas, mudanças, decepções, medos. 

Ou por um estresse crônico de situações diárias. O organismo quando submetido a um forte episódio causador de estresse ou a vários perde sua vitalidade e se desorganiza.

A tensão psicológica leva o indivíduo a uma desorganização bioenergética.

O corpo que está sendo submetido a uma situação de estresse constante passa a ter dificuldades para se recarregar com a energia vitalizadora que vem  do contato com a natureza, do bom ar, do sol, da boa água, da terra, das plantas, dos animais e de toda a energia do Universo que nos rodeia, do sono regenerador, dos nutrientes dos bons alimentos, dos sons , e todas as energias positivas.


O que é uma pesquisa bioenergética:
É uma pesquisa baseada na comprovação que o ser humano sabe a resposta a todas as perguntas. 


Os métodos de pesquisa mais difundidos entre nós são:
- a pesquisa feita através da resposta neuro muscular e a pesquisa radiestésica (o princípio é o mesmo). 

A pesquisa radiestésica pode tranquilamente ser feita a distância, bastando para isso o nome, data de nascimento e endereço da pessoa a ser pesquisada.
O que vai variar é a maneira de cada profissional trabalhar nesta área.

Alguns profissionais fazem a pesquisa das doenças e de acordo com as respostas obtidas indicam um tratamento que também pode ser feito por nova pesquisa.

Outros, esse é o meu caso - eu acredito no focar na solução, optam por começar com uma pesquisa de causa, tendo como foco o saber qual a causa do desequilíbrio energético.
a) Em quais corpos se encontra (físico, etérico, emocional, mental e vibratório).
b) Medição em Angstrons dos corpos e chacras. Na grande maioria das vezes com o reequilíbrio dos chacras e campos, já efetuados no momento da pesquisa, já se tem uma melhora imediata.
 

A partir dessas medições a pesquisa segue um rumo individualizado que vai variar de acordo com as respostas obtidas.
Exemplo: Se a causa se encontra no campo/corpo vibratório.
A pesquisa segue no rumo de descobrir qual a causa do desequilíbrio desse corpo. Que pode ser: desde energia telúrica até energias intrusas (que não pertencem a pessoas que está sendo pesquisada).

Um organismo em equilíbrio energético é um organismo saudável.

Esse equilíbrio energético pode ser realizado através de técnicas que liberam as energias e tensões acumuladas , pela radiestesia pode ser tranquilamente a distância. E para cada pessoa segue um protocolo individual.

No link abaixo tem maiores explicações das consultas que realizo.
http://gfugeradordefrequencia.blogspot.com.br/2011/03/x_23.html

Quando temos um feixe energético bloqueado,por exemplo, este bloqueio pode estar acontecendo por vários motivos, Alguns exemplos mais comuns: 
- local onde dormimos e ou trabalhamos, 
- situações emocionais internas e ou externas por energias intrusas.
- Excesso de ionização em nossas células, campos e corpos.
O que nos leva a adoecer fisicamente e ou emocionalmente.

Pela pesquisa da bioenergética, observamos os processos energéticos do ser como indivíduo único e a influência energética do meio em que vive (lugares e pessoas). Essa pesquisa ajuda a pessoa a entender seu corpo e o que causa os possíveis problemas que vem enfrentando.

Formas de nos ajudarmos:

- Limpando nosso corpo de energias desequilibradoras : Com a eliminação das toxinas, metais pesados, micro organismos e com a oxigenação do sangue e das células metais pesadas realizadas pelo aparelho Gerador de Freqüência Única - GFU

- Equilibrando energias que vem de fora: com a eliminação das possíveis causas externas,  uma alimentação equilibrada e saudável, bom ar e boa água, bons hábitos, bons pensamentos ... com essas atitudes + a limpeza do sangue alcançaremos o que se chama a verdadeira Saúde Equilíbrio do SER como um todo.

Percebemos que começando pela limpeza do corpo físico com o uso da Eletroterapia e na seqüência com a reposição de vitaminas e minerais faltantes, fica muito mais fácil lidar com todos os outros aspectos (emocionais e externos)

            MENS SANA EN CORPORE SANO.

Com um corpo saudável, sem energias que não lhe pertencem a pessoa se reencontra consigo mesma voltando a ter a energia de vida e vontade de viver.

                  SAÚDE é ESTAR FELIZ


“A Bioenergética, A Terapia por Frequências, A Medicina Quântica e demais Terapias que trabalham com a energia assentam no pressuposto de que:

- Cada pessoa é o seu corpo.

- Nenhuma pessoa existe fora do corpo vivo, no qual ela tem existência e através do qual ela se expressa e se relaciona com o mundo que a rodeia. 

- A mente, o espírito e a alma são aspectos de qualquer corpo vivo. 

- Se a pessoa é o seu corpo e o seu corpo é a pessoa, então ele expressa quem ela é. 

- É a sua forma de estar no mundo. Quanto mais vivo for o seu corpo, mais viva estará a pessoa no mundo.

- A doença  produz um estado de retraimento e retirada. É possível que a pessoa sinta que o mundo está a uma certa distância ou que o veja através de uma espécie de nevoeiro.

- Por outro lado, existem dias em que a pessoa se sente muito viva e em que o mundo à volta parece mais claro, mais próximo e mais real. 

Todos nós desejamos  ser  quem somos em nossa particularidade e individualidade. Cada ser é único.

Todos nós desejamos nos sentir vivos e com Saúde.

A Medicina Quântica, A Medicina por Frequência, A Bioenergética e todas as Terapias que trabalham com a energia - onde: a doença é um desequilíbrio energético -podem ajudar-nos a alcançar este objetivo.”

Vale conhecer o trabalho que o GFU realiza e seus objetivos 


ENERGIA VITAL
O Ser Humano tem uma força vital, também conhecida como energia vital, que é a  responsável pela manutenção da vida e do equilíbrio orgânico. Quando há um desequilíbrio dessa energia acontece uma maior facilidade para o surgimento das doenças.

FREQUÊNCIA
"Bioquímicos, astrofísicos e antigos iogues concordam que, ao nível de realidade molecular, nossos corpos são sistemas de partículas atômicas vibratórias".
"Cada átomo e molécula tem freqüência e tanto absorvem, quanto emitem radiação". Dr. William Tiller - diretor do Departamento de Ciência de Materiais da Universidade de Stanford.

RADIAÇÃO
Em física, radiação é a propagação da energia. As radiações podem ser identificadas:
Radiação ionizante é a radiação que possui energia suficiente para ionizar átomos e moléculas.
Pode danificar nossas células e afetar o material genético (DNA), causando doenças graves (por exemplo: câncer), levando até a morte.

Radiações não ionizantes são as radiações de freqüência igual ou menor que a da luz
Elas não alteram o átomo mas ainda assim, algumas, podem causar problemas de saúde. Está demonstrado, por exemplo, que as microondas podem causar, além de queimaduras, danos ao sistema reprodutor. Existem também estudos sobre danos causados pelas radiações dos monitores de computador CRT (Cathode Ray Tube, Tubo de Raios Catódicos) por radiações emitidas além da radiação X, celulares, radiofreqüências, e até da rede de distribuição de 60Hz.
Todavia, essas "comprovações" ainda estão no campo teórico, por exemplo, no estudo de influência das radiações emitidas pelos monitores de vídeo do tipo Tubo de Raios Catódicos (CRT), foram investigados apenas 10 indivíduos e estudados apenas um dos processos do ciclo celular, o mitótico, e deste que se divide em duas fases (mitose e citocinese), foram estudados apenas uma das quatro etapas da mitose, a metáfase. Além, os resultados demonstraram uma variação de apenas 2,6% de anomalias na fase analisada em ralação ao grupo de controle, isto é, irrelevante para considerar visto que no pequeno grupo analisado, muitos indivíduos podem ser já portadores de doenças genéticas. Ou seja, todos os estudos nesse campo ainda são superficiais e teóricos. Parece que não é tão pouco estudado assim....esse material todo em um único site. Mais de 20 textos em Português e uns 50 em outras línguas.
http://www.saudeetrabalho.com.br/t-riscos-fisicos_radiacoes_nao_ionizantes.php

Colocando aqui mas não pesquisei esses itens todos.
 
O foco aqui é outro: É como evitar que sejamos enfraquecidos com fatores externos e aproveitar o lado positivo das radiações como, por exemplo: O uso da Eletroterapia,  Medicina Chinesa, Acupuntura, Reiki, Alimentos, Exercícios...

O ver tantas doenças é uma das grandes comprovações que exista uma RADIAÇÃO que adoece.

O ver tantas pessoas se equilibrando e readquirindo Saúde (escrevo comprido assim porque não podemos usar a palavra Cura), nos mostra que existe uma RADIAÇÃO QUE TRAZ A SAÚDE

  
Um texto de linguagem mais acessível.

Inicialmente devemos saber que radiação é toda forma de condução/propagação de energia por meio de partículas e/ou ondas. Todo corpo emite radiação inerente à sua temperatura e somos todos os dias bombardeados por vários tipos de radiação.

Entretanto temos que avaliar as radiações pelo seu efeito aos organismos vivos.

O que na verdade acontece quando um organismo vivo recebe uma determinada “dose” de radiação é que os átomos presentes nas células que compõem o organismo sofrem ionização, sendo assim os efeitos maléficos da radiação se dão por conta da interação ionizante entre a radiação e os átomos do organismo vivo.

Após a ionização, ligações químicas entre os átomos são rompidas e há uma grande formação de radicais livres num curto intervalo de tempo.

Esse defeito estrutural nas células provoca uma diminuição da atividade metabólica e/ou falha. Sendo assim esses efeitos podem, e usualmente são, passados às células filhas geneticamente, isso causa uma progressão de falhas no organismo o que pode comprometer suas funções vitais e levar o organismo a tantas doenças.

Como se proteger da radiação?

A única forma de se proteger verdadeiramente é não se expondo à radiação,

Radiação é coisa séria, lembro-me de uma aula de física moderna em que uma cápsula com espessura de uns 5 cm feita de chumbo continha uma “pedrinha” de um material radioativo que o professor se negou a falar qual era, tomamos cuidado para abrir uma gretinha e posicionar o contador Geigel, este registrou mais de 500 partículas em um minuto, imediatamente o professor disse o seguinte:

“Basta que uma dessas partículas alie-se ao azar para traçar o futuro de toda humanidade”.
Não precisa ser físico para compreender o que foi dito.

http://fisicomaluco.com/wordpress/2007/08/15/o-que-e-a-radiacao-e-quais-seus-efeitos-nos-organismos/


Bioradiação- Texto traduzido pela Net - Livro The Cure
- Dra. Hulda



Por estranho que pareça, agora parece óbvio que toda criatura viva emite sua presença como uma estação de rádio, o sol, ou as estrelas. Chamei de bioradiação.
Talvez é a mesma energia do chi asiático; ou esteja meramente relacionado. Talvez é a energia que corre ao longo dos meridianos descobertos eras atrás por médicos asiáticos.

Talvez é a energia que curandeiros e mestres religiosos sabem manejar, talvez não.

Talvez é a energia que psíquicos percebem e dirigem fenômenos ocultos, talvez não.

O que é realmente surpreendente é que pessoas normais descobriram tal energia bem antes dos cientistas. Pessoas usando a “arte” da cinesiologia, pêndulos, radiônica, mergulhando barras e muitos outras formas de “energia estranha” tem sem dúvida correlação em parte com esta bioradiação. É atribuído geralmente a alta inteligência de pessoas comuns e a suas cabeças-abertas que descobriram esta energia, em oposição dos cientistas atuais.

Há um século os cientistas da Europa propuseram a existência da “força vital” chamada “élan vitale.” Foram desprezados da existência (e excluídos dos trabalhos).

Jovens cientistas, (inclusive eu) foram sistematicamente ensinados a desprezar esta ideia. Claro que também fomos ensinados que um bom cientista não é emotivo, não despreza idéias, tem uma mente completamente aberta, e não descarta algo até ser reprovado na sua satisfação.

A inocência dos jovens em anos acadêmicos é tão suscetível a preconceitos de todo tipo, e o desejo de aceitar é tão grande, sendo necessário um esforço especial em ensinar a neutralidade. Ou pelo menos em distinguir entre emoção e fato. Onde estão estes princípios pedagógicos básicos? Fui radicalmente inspirado na frase “procure a verdade” mas de repente caí no caminho “procure o aceitável.”


Uma pessoa saudável emite uma radiação de 6.500 unidades angstrom. Os que fumam, ingerem álcool e grandes quantidades de carne, têm a sua radiação mais baixa.
"Cancerosos emitem uma radiação de quase 2000 unidades a menos do que as pessoas saudáveis e começam a apresentar este baixo nível de radiação muito antes de surgirem os sintomas da sua doença". Dr. André Simoneton, engenheiro francês e pesquisador.
O sonho de Simoneton é que a medicina do futuro utilize fones de ouvido para diagnosticar. "Sintonizando nas frequências emitidas pelos órgãos doentes e então curar transmitindo vibrações mais saudáveis para esses órgãos".


Vibrações

Todos nós somos "transformadores vibratórios"! Os nossos corpos são bio-osciladores vivos, quase iguais aos conjuntos de cristais de recepção que captam os sons de rádio do ambiente.

A terra possui e emana correntes vibratórias elétricas que nós todos compartilhamos. Todos nós temos também, uma relação harmônica semelhante com todo o universo, as bases destas relações são os "padrões genéticos vibratórios programados e codificados na nossa estrutura molecular".


"As células do nosso corpo também ressoam automaticamente com as vibrações sonoras recebidas". Dr. Steven Halpern e Dr. Louis Savary.


O nosso corpo também vibra, Cada vez que o nosso coração bate esta batida faz tremer o nosso corpo. Se colocarmos um pequeno sismógrafo ele detectará este fato. Quando o sangue é lançado no ventrículo esquerdo gera um pico neste gráfico, as porções entre estes picos são recortadas e irregulares. A razão desta ocorrência é a vibração de todo o corpo relacionado à ação do sangue na aorta, a sua maior artéria. 

Se pararmos de respirar, o gráfico até então irregular torna-se liso e regular, semelhante a uma onda senoidal. Qual foi o milagre? A transformação do sistema da aorta em sistema ressoante: e o comprimento da aorta formando meio comprimento de onda desse sistema.

Se você é um bom observador, já percebeu que a medicina de hoje encara o corpo humano como se fosse um SISTEMA MECÂNICO sujeito a todos os cuidados que a máquina necessita!

Ou então a um SISTEMA DE ENCANAMENTOS onde está situada a circulação sanguínea, digestão, ingestão, etc. Se os seus "canos" dão problemas... Existe a “Oficina de consertos" que chamamos HOSPITAL, onde os seus canos poderão ser limpos, cortados e costurados na sala de operações.

A terceira maneira do corpo humano ser observado pela medicina atual é o SISTEMA QUÍMICO. Se alguma coisa estiver errada deve ser consertada, adicionando-se ao "recipiente" alguma substância química ou remédios, já que o corpo possui uma organização química também.

Recentemente, algumas pessoas inteligentes e sensíveis insatisfeitas com os SISTEMAS VIGENTES na medicina, começaram a dar um brado de alerta:

"Poxa, minha gente, o corpo humano é também um SISTEMA ELETROMAGNÉTICO, um sistema oscilador ou de vibrações".
http://www.drashirleydecampos.com.br

Fica aqui uma sugestão: Faça sua aplicação do GFU - olhando na imagem que vem nele e recebendo as vibrações ali contidas e escutando essas músicas vibracionais.






Entrevista com o Dr. Jorge Carvajal, médico cirurgião da Universidade de Andaluzia, Espanha, pioneiro da Medicina Bioenergética. O texto em azul não faz parte da entrevista

 Qual adoece primeiro: o corpo ou a alma?
 A alma não pode adoecer, porque é o que há de perfeito em ti, a alma
evolui, aprende. Na realidade, boa parte das enfermidades são exatamente o
contrário: são a resistência do corpo emocional e mental à alma. Quando
nossa personalidade resiste aos desígnios da alma, adoecemos.
 
A Saúde e as Emoções. 
 Há emoções prejudiciais à saúde? Quais são as que mais nos prejudicam?
 70 por cento das enfermidades do ser humano vêm do campo da consciência
emocional. As doenças muitas vezes procedem de emoções não processadas, não expressadas, reprimidas. O medo, que é a ausência de amor, é a grande enfermidade, o denominador comum de boa parte das enfermidades que temos hoje. Quando o temor se congela, afeta os rins, as glândulas supra renais, os ossos, a energia vital, e pode converter-se em pânico. No acompanhamento aos usuários do GFU isso fica muito claro. As pessoas começam a se fortalecer e ter energia vital não necessitando mais inconscientizar as emoções. Passam a ter clareza dos seus sentimentos e a lidar com o fluir.

 Então nos fazemos de fortes e descuidamos de nossa saúde?
 De heróis os cemitérios estão cheios. Tens que cuidar de ti. Tens teus
limites, não vás além. Tens que reconhecer quais são os teus limites e
superá-los, pois, se não os reconheceres, vais destruir teu corpo. O forçar,o estressar, a ansiedade...o se alimentar correndo consumindo alimentos de pouca qualidade energética, tendo contato com produtos químicos, água impura com químicas e poucos nutrientes, vivendo em ambientes de baixa energia e excesso de estresse físico, emocional e com radiações pouco positivas ...

Como é que a raiva nos afeta?
 A raiva é santa, é sagrada, é uma emoção positiva, porque te leva à auto-
afirmação, à busca do teu território, a defender o que é teu, o que é justo. 


Porém, quando a raiva se torna irritabilidade, agressividade, ressentimento,
ódio, ela se volta contra ti e afeta o fígado, a digestão, o sistema
imunológico. Percebemos o circulo vicioso. A acidez sanguínea afeta o fígado que fica sobrecarregado e não consegue fazer seu trabalho de forma completa. Sangue ácido = pessoa ácida.


 Então a alegria, ao contrário, nos ajuda a permanecer saudáveis?
 A alegria é a mais bela das emoções, porque é a emoção da inocência, do
coração e é a mais curativa de todas, porque não é contrária a nenhuma
outra. Um pouquinho de tristeza com alegria escreve poemas. A alegria com
medo leva-nos a contextualizar o medo e a não lhe darmos tanta importância.

A alegria acalma os ânimos?
 Sim, a alegria suaviza todas as outras emoções, porque nos permite
processá-las a partir da inocência. A alegria põe as outras emoções em
contato com o coração e dá-lhes um sentido ascendente. Canaliza-as para que
cheguem ao mundo da mente.Hulda afirmava estar saudável é estar feliz!!!

E a tristeza?
 A tristeza é um sentimento que pode te levar à depressão quando te deixas
envolver por ela e não a expressas, porém ela também pode te ajudar. A
tristeza te leva a contatares contigo mesmo e a restaurares o controle
interno.
Todas as emoções negativas têm seu próprio aspecto positivo.
Tornamo-las negativas quando as reprimimos.Por estarmos enfraquecidos e sem energia vital para lidar com elas. Somos UM TODO.

Convém aceitarmos essas emoções que consideramos negativas como parte de nós mesmos?
 Como parte para transformá-las, ou seja, quando se aceitam, fluem, e já
não se estancam e podem se transmutar. Temos de as canalizar para que
cheguem à cabeça a partir do coração. Que difícil! Sim, é muito difícil.
Realmente as emoções básicas são o amor e o medo (que é ausência de amor), de modo que tudo que existe é amor, por excesso ou deficiência. Construtivo ou destrutivo. Porque também existe o amor que se aferra, o amor que superprotege, o amor tóxico, destrutivo.

Como prevenir a enfermidade?
Somos criadores, portanto creio que a melhor forma é criarmos saúde. E, se
criarmos saúde, não teremos que prevenir nem combater a enfermidade, porque seremos saúde.

E se aparecer a doença?
 Teremos, pois, de aceitá-la, porque somos humanos. Krishnamurti também
adoeceu de um câncer de pâncreas e ele não era alguém que levasse uma vida
desregrada. Muita gente espiritualmente muito valiosa já adoeceu. Devemos
explicar isso para aqueles que creem que adoecer é fracassar.


 O fracasso e o êxito são dois mestres e nada mais. E, quando tu és o
aprendiz, tens que aceitar e incorporar a lição da enfermidade em tua
vida... Cada vez mais as pessoas sofrem de ansiedade. 


A ansiedade é um sentimento de vazio, que às vezes se torna um oco no estômago, uma sensação de falta de ar. É um vazio existencial que surge quando buscamos fora em vez de buscarmos dentro. Surge quando buscamos nos acontecimentos externos, quando buscamos muleta, apoios externos, quando não temos a solidez da busca interior. Se não aceitarmos a solidão e não nos tornarmos nossa própria companhia, sentiremos esse vazio e tentaremos preenchê-lo com coisas e posses. Porém, como não pode ser preenchido de coisas, cada vez mais o vazio aumenta.

Então, o que podemos fazer para nos libertarmos dessa angústia?
 Não podemos fazer passar a angústia comendo chocolate ou com mais
calorias, ou buscando um príncipe fora. Só passa a angústia quando entras em
teu interior, te aceitas como és e te reconcilias contigo mesmo.

A angústia vem de que não somos o que queremos ser, muito menos o que somos, de modo que ficamos no "deveria ser", e não somos nem uma coisa nem outra. O stress é outro dos males de nossa época.

O stress vem da competitividade, de que quero ser perfeito, quero ser melhor, quero ter uma aparência que não é minha, quero imitar. E realmente só podes competir quando decides ser um competidor de ti mesmo, ou seja, quando queres ser único, original, autêntico e não uma fotocópia de ninguém. O stress destrutivo prejudica o sistema imunológico. Porém, um bom stress é uma maravilha, porque te permite estar alerta e desperto nas crises e poder aproveitá-las como oportunidades para emergir a um novo nível de consciência. 
 
O que nos recomendaria para nos sentirmos melhor com nós mesmos?
 A solidão. Estar consigo mesmo todos os dias é maravilhoso. Passar 20
minutos consigo mesmo é o começo da meditação, é estender uma ponte para a verdadeira saúde, é aceder o altar interior, o ser interior. Minha recomendação é que a gente ponha o relógio para despertar 20 minutos antes, para não tomar o tempo de nossas ocupações. Se dedicares, não o tempo que te sobra, mas esses primeiros minutos da manhã, quando estás rejuvenescido e descansado, para meditar, essa pausa vai te recarregar, porque na pausa habita o potencial da alma.

O que é para você a felicidade?
 É a essência da vida. É o próprio sentido da vida. Estamos aqui para
sermos felizes, não para outra coisa. Porém, felicidade não é prazer, é
integridade. Quando todos os sentidos se consagram ao ser, podemos ser
felizes. Somos felizes quando cremos em nós mesmos, quando confiamos em nós, quando nos empenhamos transpessoalmente a um nível que transcende o pequeno eu ou o pequeno ego. Somos felizes quando temos um sentido que vai mais além da vida cotidiana, quando não adiamos a vida, quando não nos alienamos de nós mesmos, quando estamos em paz e a salvo com a vida e com nossa consciência. Viver o Presente.

É importante viver no presente? Como conseguir?
Deixamos ir-se o passado e não hipotecamos a vida às expectativas do
futuro quando nos ancoramos no ser e não no ter, ou a algo ou alguém fora.
Eu digo que a felicidade tem a ver com a realização, e esta com a capacidade
de habitarmos a realidade. E viver em realidade é sairmos do mundo da
confusão.

 Na sua opinião, estamos tão confusos assim?
 Temos três ilusões enormes que nos confundem:

 Primeiro: cremos que somos um corpo e não uma alma, quando o corpo é o
instrumento da vida e se acaba com a morte.

 Segundo: cremos que o sentido da vida é o prazer, porém com mais prazer
não há mais felicidade, senão mais dependência... Prazer e felicidade não
são o mesmo. Há que se consagrar o prazer à vida e não a vida ao prazer.

 Terceiro: ilusão é o poder; desejamos o poder infinito de viver no mundo.
E do que realmente necessitamos para viver? Será de amor, por acaso? O amor,
tão trazido e tão levado, e tão caluniado, é uma força renovadora. O amor é
magnífico porque cria coesão. No amor tudo está vivo, como um rio que se
renova a si mesmo. No amor a gente sempre pode renovar-se, porque ordena
tudo. No amor não há usurpação, não há transferência, não há medo, não há
ressentimento, porque quando tu te ordenas, porque vives o amor, cada coisa
ocupa o seu lugar, e então se restaura a harmonia. Agora, pela perspectiva
humana, nós o assimilamos com a fraqueza, porém o amor não é fraco.
Enfraquece-nos quando entendemos que alguém a quem amamos não nos ama.

Há uma grande confusão na nossa cultura. Cremos que sofremos por amor, porém não é por amor, é por paixão, que é uma variação do apego. O que habitualmente chamamos de amor é uma droga. Tal qual se depende da cocaína, da maconha ou da morfina, também se depende da paixão. É uma muleta para apoiar-se, em vez de levar alguém no meu coração para libertá-lo e libertar-me. O verdadeiro amor tem uma essência fundamental que é a liberdade, e sempre conduz à liberdade. Mas às vezes nos sentimos atados a um amor. Se o amor conduz à dependência é Eros. Eros é um fósforo, e quando o acendes ele se consome rapidamente em dois minutos e já te queima o dedo. Há amores que são assim, pura chispa. Embora essa chispa possa servir para acender a lenha do verdadeiro amor. Quando a lenha está acesa, produz fogo. Esse é o amor impessoal, que produz luz e calor .

 Pode nos dar algum conselho para alcançarmos o amor verdadeiro?
 Somente a verdade. Confia na verdade; não tens que ser como a princesa dos sonhos do outro, não tens que ser nem mais nem menos do que és. Tens um direito sagrado, que é o direito de errar; tens outro, que é o direito de
perdoar, porque o erro é teu mestre. Ama-te, sê sincero contigo mesmo e leva-te em consideração. Se tu não te queres, não vais encontrar ninguém que possa te querer. Amor produz amor. Se te amas, vais encontrar amor. Se não, vazio. Porém nunca busques migalhas, isso é indigno de ti. A chave então é amar-se a si mesmo, e  ao próximo como a ti mesmo. Se não te amas a ti, não amas a Deus, nem a teu filho, porque estás apenas te apegando, estás condicionando o outro. Aceita-te como és; não podemos transformar o que não aceitamos, e a vida é uma corrente permanente de transformações.
Prof. Dr. Maurício Paes Landim
 Professor Adjunto de Cardiologia UFPI/UESPI -  Mestre em Medicina
Doutor em Cardiologia 
 
estresse, stress, complexo B, zinco. Eckhart Tolle.
Vídeo Documentário do Livro de Eckhart Tolle.


Estudos mostram que o estresse prejudica o sistema imunológico, enfraquece o corpo pela acidez que ele causa ao liberar tantas toxinas. Por esse motivo pessoas mais estressadas sofrem mais com infecções, gripes e resfriados e risco de infarto e hipertensão arterial e tantas outras patogenias que se tornam crônicas e degenerativas. Faça uso da Eletroterapia. Previna-se !!

O exercício físico, a meditação e a alimentação correta com  nutrientes que colaboram para aliviar o estresse devem merecer nossa atenção.

Com certeza! A boa agua , a limpeza do sangue, o recuperar as defesas, as células sem eletricidade para captar os nutrientes necessários....parece difícil mas não é não. Quando vc. usa o GFU, logo no início vc. já vai sentindo a diferença no dormir, na energia, disposição, diminuição da necessidade de comer alimentos ácidos... e por aí vai. LUZ e PAZ
Ex: sementes de girassol e de gergelim que são ricas em vitaminas do complexo B e zinco.
- As frutas vermelhas, como uva, amora e romã são fontes de antioxidantes, que fortalecem o sistema imunológico normalmente debilitado em pessoas estressadas.
- O abacate, rico em minerais e gorduras do bem colabora para a diminuição dos níveis de cortisol, o hormônio do estresse.







·       Corpo de Dor por Eckhart Tolle

No caso da maioria das pessoas, quase todos os pensamentos costumam ser involuntários, automáticos e repetitivos. Não são mais do que uma espécie de estática mental e não satisfazem nenhum propósito verdadeiro. Num sentido estrito, não pensamos -o pensamento acontece em nós-.

“Eu penso” é uma afirmação simplesmente tão falsa quanto “eu faço a digestão” ou “eu faço meu sangue circular”. A digestão acontece, a circulação acontece, o pensamento acontece.

A voz na nossa cabeça tem vida própria. A maioria de nós está à mercê dela; as pessoas vivem possuídas pelo pensamento, pela mente. E, uma vez que a mente é condicionada pelo passado, então somos forçados a re interpretá-lo sem parar. O termo oriental para isso é Carma.

O ego não é apenas a mente não observada, a voz na cabeça que finge ser nós, mas também as emoções não observadas que constituem as reações do corpo ao que essa voz diz.

A voz na cabeça conta ao corpo uma história em que ele acredita e à qual reage.

Essas reações são as emoções.

A voz do ego perturba continuamente o estado natural de bem-estar do Ser.

Quase todo corpo humano se encontra sob grande tensão e estresse, mas não porque esteja sendo ameaçado por algum fator externo -a ameaça vem da mente-.

O que é uma emoção negativa?

É aquela que é tóxica para o corpo e interfere no seu equilíbrio e funcionamento harmonioso.

Medo, ansiedade, raiva, ressentimento, tristeza, rancor ou desgosto intenso, ciúme, inveja -tudo isso perturba o fluxo da energia pelo corpo, afeta o coração, o sistema imunológico, a digestão, a produção de hormônios, e assim por diante.

Até mesmo a medicina tradicional, que ainda sabe muito pouco sobre como o ego funciona, está começando a reconhecer a ligação entre os estados emocionais negativos e as doenças físicas.

Uma emoção que prejudica nosso corpo também contamina as pessoas com quem temos contato e, indiretamente, por um processo de reação em cadeia, um incontável número de indivíduos com quem nunca nos encontramos. Existe um termo genérico para todas as emoções negativas: infelicidade.

Por causa da tendência humana de perpetuar emoções antigas, quase todo mundo carrega no seu campo energético um acúmulo de antigas dores emocionais, que chamamos de “Corpo de Dor”.

O “Corpo de Dor” não consegue digerir um pensamento feliz. Ele só tem capacidade para consumir os pensamentos negativos porque apenas esses são compatíveis com seu próprio campo de energia.

Não é que sejamos incapazes de deter o turbilhão de pensamentos negativos -o mais provável é que nos falte vontade de interromper seu curso-. Isso acontece porque, nesse ponto, o “Corpo de Dor” está vivendo através de nós, fingindo ser nós. E para ele, a dor é prazer. Ele devora ansiosamente todos os pensamentos negativos.

Nos relacionamentos íntimos, os “Corpos de Dor” costumam ser espertos o bastante para permanecer discretos até que as duas pessoas comecem a viver juntas e, de preferência, assinem um contrato comprometendo-se a ficar unidas pelo resto da vida.

Nós não nos casamos apenas com uma mulher ou com um homem, também nos casamos com o “corpo de dor” dessa pessoa.

Pode ser um verdadeiro choque quando -talvez não muito tempo depois de começarmos a viver sob o mesmo teto ou após a lua-de-mel – vemos que nosso parceiro ou nossa parceira está exibindo uma personalidade totalmente diferente. Sua voz se torna mais áspera ou aguda quando nos acusa, nos culpa ou grita conosco, em geral por uma questão de menor importância.

A essa altura, podemos nos perguntar se essa é a verdadeira face daquela pessoa -a que nunca tínhamos visto antes- e se cometemos um grande erro quando a escolhemos como companheira. Na realidade, essa não é sua face genuína, apenas o “corpo de dor” que assumiu temporariamente o controle.

Seria difícil encontrar um parceiro ou uma parceira que não carregasse um “corpo de dor”, no entanto seria sensato escolher alguém que não tivesse um “corpo de dor” tão denso.

O começo da nossa libertação do “corpo de dor” está primeiramente na compreensão de que o temos.

É nossa Presença Consciente que rompe a identificação com o “corpo de dor”.

Quando não nos identificamos mais com ele, o “corpo de dor” torna-se incapaz de controlar nossos pensamentos e, assim, não consegue se renovar, pois deixa de se alimentar deles. Na maioria dos casos, ele não se dissipa imediatamente.

No entanto, assim que desfazemos sua ligação com nosso pensamento, ele começa a perder energia.

A energia que estava presa no “corpo de dor” muda sua frequência vibratória e é convertida em “Presença”.
 Dr. Alexander Lowen, psicanalista de orientação freudiana foi um dos estudante de Wilhelm Reich nos anos 1940 e início dos anos 1950 em Nova York, desenvolveu a psicoterapia mente-corporal conhecida como análise bioenergética com seu então colega John Pierrakos.

Ele é o fundador primeiro diretor-executivo do International Institute for Bioenergetic Analysis - (Instituto Internacional de Análise Bioenergética) localizado na cidade de Nova Iorque.

Dr. Lowen recebeu um diploma de bacharel em ciência e negócios da Universidade Municipal de Nova York e continuou para receber o LLB da Escola de Direito do Brooklyn. 

Seu interesse na união entre corpo e mente desenvolveu-se durante esse tempo, e ele ultimamente enrolou-se numa classe de analise de personagem com Wilhelm Reich. 

Depois de treinar para ser ele mesmo um terapeuta, Lowen se mudou para a Suiça para lecionar na Universidade de Geneva, que garantiu a ele um M.D. em Junho de 1951.

Ele praticou psicoterapia por mais de 60 anos. Ele foi autor de 14 livros de Análise Bioenergética. Morreu em 28 de outubro de 2008, aos 97 anos.

Ao decorrer de sua carreira, Dr. Lowen publicou várioslivros, incluindo The Language of the Body in 1958, seguido por Love and Orgasm (1965), The Betrayal of the Body,(1967) Pleasure (1970), Bioenergetics (1976), Depression and the Body (1977), Fear of Life (1980), Narcissism (1984), Love, Sex and Your Heart (1988), The Spirituality of the Body (1990), Joy (1995), Honoring the Body (2004), e The Voice of the Body (2005). Com sua esposa Leslie ele escreveu The Way to Vibrant Health: A Manual of Bioenergetic Exercises em 1977.


Títulos em língua portuguesa
* O corpo em depressão: as bases biológicas da fé e da realidade. São Paulo: Summus. 1972: 1983. 222p.
* A espiritualidade do corpo (Bioenergética para a beleza e harmonia). São Paulo: Cultrix, 1990: 1995. 229p.
* Alegria. São Paulo: Summus, 1997. 242p.
* Bioenergética. São Paulo: Summus, 1982. 302p.
* O corpo em terapia: a Abordagem Bioenergética. São Paulo: Summus, 1977. 342p

Bibliografia complementar

* WEIGAND, Odila. Grounding e Autonomia: A terapia corporal Bioenergética revisitada. São Paulo: Person, 2006, 144p.
* CIPULLO, Marcos A. T. Falando do corpo... o papel do verbo na Bioenergética. São Paulo: Summus, 2000, 186p.
* ALVES, J. P. & CORREIA G.W.B. O corpo nos grupos. Experiências em Análise Bioenergética. Recife: Libertas. 2004.182p.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Legalmente é obrigatória essa declaração abaixo:

As informações, sugestões e idéias apresentadas neste documento são apenas para informação e não devem ser interpretadas como conselhos médicos, diagnóstico de doenças, ou para efeitos de prescrição. Os leitores devem consultar seu médico antes de iniciar qualquer programa de tratamento alternativo. As informações contidas neste documento não devem ser usadas para substituir os serviços ou as instruções de um médico ou profissional de saúde qualificado.
Este produto não é destinado a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença, dor, ferimentos, deformidade ou condição física ou mental. Consulte sempre seu médico.