Atualizado em 19.07.2014

Atualizado em 19.07.2014

terça-feira, 22 de março de 2011

Alzheimer - PARKINSON - PROBLEMAS CEREBRAIS - CÉREBRO - Neurotransmissores - ARTERIOSCLEROSE - Síndromes - Depressão - Insônia - Medos - Fobias Problemas emocionais



Estou tentando neste blog manter um foco na Terapia pela Eletroterapia, oxigenação, alcalinidade, alimentação e a retirada da eletricidade das células e corpo - que acredito ser a base de tudo - limpeza, oxigenação, conscientização, reequilíbrio e suplementação natural. 


VEJA A IMPORTÂNCIA DE ESTARMOS COM NOSSO PLASMA SEM TOXINAS COM O USO DO GFU

O SANGUE PASSA POR TODO O NOSSO CORPO . IMAGINE UM SANGUE COM TOXINAS, UM SANGUE SUJO E GROSSO PASSANDO PELO SEU CÉREBRO.

Infecção cerebral é uma doença grave que ocorre quando o cérebro, medula espinal e estruturas circundantes ficam gravemente infectados pelas bactérias, vírus, fungos, parasitas e outros micróbios. Que podem também afetar o sistema nervoso central do ser humano. 



O cérebro usa 20% da energia do corpo ele requer constante oxigênio que recebe da corrente sanguínea, e usa aproximadamente 25% do oxigênio inalado. A fisiologia cerebral é altamente complexa e tem o poder de influenciar tudo que nós fazemos.  Vale lembrar ...somos um todo. O sangue circula por todo o nosso corpo e um sangue acidificado e sem oxigênio circula pelo cérebro. O GFU tem como uma das suas funções a alcalinização e oxigenação do sangue LUZ e PAZ Helô

Algumas das causas mais conhecidas da doença de Alzheimer e dos problemas cerebrais são:

- menos oxigênio chegando ao cérebro;
- drogas prescritas - excesso de químicas;
- dieta acidífera, o que leva ao desenvolvimento de leveduras, fungos, bolor e bactérias;

- aspartame, glutamato monossódico, proteína vegetal hidrolisada (HVP), cisteína;
 - ácidos graxos trans (gordura hidrogenada), encontrados em margarina, pasta de amendoim e quase todos os alimentos processados, inclusive vários óleos vegetais que nos confundem pois achamos que são naturais e bons para a saúde, como por exemplo o óleo de canola;

- drogas ilícitas;

- METAIS PESADOS: OS GRANDES VILÕES - 
causam o Alzheimer , a doença de Parkinson e a maioria as doenças do cérebro e dos demais órgãos do corpo.

Entre elas: o amálgama dental - mercúrio (restaurações prateadas de dentes), as vacinas, c
humbo, mercúrio, alumínio, flúor e outros metais pesados e toxinas.  

Quando o cérebro recebe todo o oxigênio de que precisa, a mente é clara e aguçada. Porém, quando elementos como os citados anteriormente, sobretudo os metais pesados, bloqueiam o fluxo de oxigênio no cérebro, problemas maiores surgem.



 Os metais pesados entram no corpo por diversas maneiras, mas principalmente por meio:

- do amálgama dental (mercúrio);
- de utensílios para cozinhar (alumínio, ferro);
- de alimentos que comemos e das coisas que bebemos – alimentos industrializados, enlatados, com agrotóxico (mercúrio, alumínio, etc.);
- do ar poluído que respiramos (chumbo e muitos outros).


Mercúrio

Um dos culpados pela doença de Alzheimer e pelas doenças cerebrais é o mercúrio, liberado sobretudo pelo amálgama dental (prata).

As obturações dentais de amálgama contribuem com mais mercúrio para o corpo humano do que todas as outras fontes combinadas (dieta, ar, água, vacinas, etc.). Essas obturações contêm 50% de mercúrio (mais neurotóxico do que o chumbo, o cádmio e o arsênico).

No mundo, há mais de 4.000 trabalhos de pesquisa indicando que o mercúrio é uma substância altamente tóxica.

Veja o que o Dr. Michael Ziff diz sobre tal assunto: "Você não poderia pegar um termômetro que estivesse vazando, colocá-lo na sua boca e deixá-lo lá 24 horas por dia, 365 dias por ano. Contudo, isso é exatamente o que acontece quando uma restauração de amálgama é colocada na sua boca”.



Se resolver retirar o amálgama preste atenção: como uma grande quantidade de mercúrio é liberada durante a retirada do amálgama, é preciso tomar cápsulas de carvão vegetal antes, durante e depois do procedimento.

 O carvão vegetal age como uma esponja, agarrando as partículas de metais que respiramos durante o procedimento. 
CARBOVITAL - MAIS SOBRE EM:

No caso de pessoas muito idosas, a remoção do amálgama dental não é muito indicada. O ideal é submetê-las a limpeza do sangue pela Eletroterapia, uso do carvão vegetal e que comam muita maçã (sem casca, se não for orgânica).

Também é importante trocar todas as panelas de alumínio e não consumir alimentos armazenados em latas de alumínio.

Por fim, deve-se eliminar de vez da dieta alimentos que contenham aspartame, glutamato monossódico, proteína vegetal hidrolisada e cisteína, bem como evitar açúcar e produtos lácteos.

A combinação do alumínio com o flúor e as doenças neurológicas.

Pesquisas constataram que existem altíssimas concentrações de alumínio no cérebro dos doentes de Alzheimer, autistas, esquizofrênicos e de pessoas com doenças neurológicas.

Interessante observar que as doenças cerebrais aumentaram muito depois que as pessoas começaram a usar panelas de alumínio, metal que se multiplica em contato com o flúor presente na água.

O alumínio não é tecnicamente um metal pesado, mas é tão tóxico que muitas pessoas o categorizam como tal.


A primeira atitude no caso da doença de Alzheimer, Parkinson , Autismo, Depressão, Doenças e Sintomas cerebrais  é retirar os metais pesados e oxigenar o sangue.

Nossa sugestão aqui é : Usar a Eletroterapia - GFU - para promover a eliminação dos metais pesados, química, toxinas (oxigenando o sangue e combatendo os micro-organismos e a suplementação de minerais para facilitar a homeostase e aumentar o sistema imunológico. 




 helofontoura@hotmail.com)
http://gfugeradordefrequencia.blogspot.com.br/2011/03/x_1065.html
http://mineraisnaturais.blogspot.com/ 







____________________________________________

As unidades celulares fundamentais do cérebro são chamadas neurônios. Neurônios possuem receptores que captam mensagens dos neurotransmissores.




No cérebro adulto, os neurônios novos originam-se na região chamada de hipocampo, que é a estrutura responsável pelo aprendizado e memória. Os novos neurônios surgem em uma região do hipocampo chamada giro dentado.


Esses neurotransmissores  se ligam a neurônios receptores que criam atividades cerebrais especificas. 

O processo é complexo e a boa condição da proteína e membranas celulares baseadas em lipídios no cérebro é essencial para seu sucesso.

Mudanças nas membranas celulares ocorrem de momento a momento e são afetadas por fatores tais como emoções, dieta, químicas, toxinas ... e um sistema imune deficiente. 

Olha ele aí de novo. Por que o sistema imune? 
- Porque  o sistema imunitário (também conhecido como sistema imunológico) compreende todos os mecanismos pelos quais um organismo multicelular se defende de invasores , como : bactérias, vírus, fungos, parasitas, toxinas e tantos outros. 


Mesmo as menores alterações nesta membrana celular especializada podem ter conseqüências nas habilidades dos neurotransmissores e produzir os efeitos desejados e podem causar doença. Serotonina, dopamina e norepinefrina são os neurotransmissores conhecidos mais comuns. Hoje em dia muito comum, infelizmente, as pessoas estarem ingerindo esses elementos em forma de medicamentos....

O excesso ou a falta de  neurotransmissores pode resultar em condições tais como depressão, ansiedade, insonias, medos, síndromes ou hiperatividade e podem contribuir para doenças do cérebro tais como Alzheimer ou doença de Parkinson. Lembram do sangue grosso? Da acidose? Da falta de oxigênio no sangue? Do habitat ideal para as bactérias ? Colocando de novo:Mudanças nas membranas celulares ocorrem de momento a momento e são afetadas por fatores tais como emoções, dieta, químicas, toxinas ... e um sistema imune deficiente. 

CÉLULAS oxigenadas e um sangue limpo são importantes para absorver os nutrientes de uma boa alimentação e liberá-los ao cérebro.

O sangue leva nutrientes essenciais e oxigênio para o cérebro. Sem o fornecimento de sangue, as células cerebrais podem ficar danificadas E impossibilitadas de cumprir a sua função.



Neurotransmissores - O QUE SÃO ?
São substâncias químicas produzidas pelos neurônios, que possibilitam que os impulsos nervosos de uma célula influenciem os impulsos nervosos de outra, permitindo assim que as células do cérebro "conversem entre si", por assim dizer, enviando informações a outras células (de nervo ou músculo).

O corpo humano desenvolveu um grande número desses mensageiros químicos para facilitar a comunicação interna e a transmissão de sinais dentro do cérebro. 

Quando tudo funciona adequadamente, as comunicações internas acontecem sem que sequer tomemos consciência delas.

Os neurotransmissores podem atuar no encéfalo, na medula espinhal e nos nervos periféricos.

 Quimicamente, os neurotransmissores são moléculas relativamente pequenas e simples. Diferentes tipos de células secretam diferentes neurotransmissores.  

Cada substância química cerebral funciona em áreas bastante espalhadas mas muito específicas do cérebro e podem ter efeitos diferentes dependendo do local de ativação.


O processo químico de interação entre os neurônios e entre os neurônios e células efetoras acontecem na terminação do neurônio, em uma estrutura chamada sinapse. 
TODA ESSA PERFEIÇÃO PRECISA SER DIVULGADA!!!!
Mais informação e menos medicamentos!

 Algumas enzimas, inativam quimicamente os neurotransmissores, interrompendo a sua ação.

Cerca de 60 neurotransmissores foram identificados e podem ser classificados, em geral em uma das quatro categorias.

Colinas, das quais a acetilcolina é a mais importante;

Aminas biogênicas
, a serotonina, a histamina, e as catecolaminas - a dopamina e a norepinefrina;


Aminoácidoso glutamato e o aspartato são os transmissores excitatórios bem conhecidos, enquanto que o ácido gama-aminobutírico (GABA), a glicina e a taurina são neurotransmissores inibidores.

Lipídeos, as células nervosas são amplamente compostas de lipídios e por isso os tipos corretos de gordura na dieta são um dos elementos críticos mais importantes na criação e manutenção da saúde cerebral.

O Omega 3, um precioso ácido lipídio que promove a saúde cardíaca, pode ajudar nosso cérebro. Os recursos primários dessas gorduras promotoras de saúde são peixes de água doce incluindo salmão, anchovas, sardinhas e outros peixes que não sejam criados em cativeiro. Ao comprar Omega 3 fique atento.

Óleo de oliva e óleo de semente de linho, são bons recursos de plantas de ácidos graxos omega 3.

O DHA, um dos ácido graxos Omega 3, é primariamente um ácido graxo estrutural na matéria cinzenta do cérebro que promove comunicação entre as células nervosas por permitir sinapses para mantê-las leves e funcionais. Por ajudar a construir as bainhas de mielina ao redor das fibras nervosas, o DHA facilita a neurotransmissão química.Ele ajuda o cérebro a monitorar o humor bem como a memória.

Como um componente do leite humano, o DHA promove inteligência aumentada nas crianças.

As vitaminas do complexo B trabalham em conjunto para promover o sistema imune e o cérebro saudável por proteger tecidos nervosos contra a oxidação, aumento da memória e por isolar as células nervosas. O seu corpo requer vitamina B para produzir muitos neurotransmissores. Além de carne existem muitos recursos de origem de vegetais de vitamina B incluindo pasta de grãos, arroz, germe de trigo feijão e castanha.

Em razão do cérebro ser feito amplamente de ácido graxos, ele é suscetível a danos por oxidação (causado pelos radicais livres, moléculas altamente reativas que atacam e danificam as membranas celulares, proteínas e mesmo o código genético, e assim trazendo também envelhecimento e doenças.) De novo estamos com a oxidação - falta de oxigênio e a importância de mantermos nosso sangue limpo.

Os neurotransmissores são muito importantes em várias áreas. Podemos citá-los relacionados a dores, depressão,  doenças como  o Alzheimer, Parkinson, Esquizofrenia, Autismo e várias patogenias cerebrais.

 Os carotenoides são encontrados na laranja e vegetais folhosos tais como cenoura, batata doce, couve e espinafre.

 A vitamina C é encontrada nas frutas cítricas e vegetais como brócolis e pimenta. 

A vitamina E é encontrada em sementes e castanhas, bem como o feijão e óleos vegetais, o selênio está  presente em frutos do mar grãos e castanhas do Pará. (não esquecendo de retirar os fungos, ok?)


Melhorando a Função Cerebral


A medida que envelhecemos muitos de nós percebemos uma perda de capacidade mental e achamos que isso é devido em parte a estar ficando velhos. O envelhecimento não pode explicar a atual epidemia de severa deterioração mental. ATUALMENTE percebemos problemas cerebrais em crianças.

O fato é que o cérebro humano é altamente suscetível em viver em uma sociedade moderna desenvolvida. Um estilo de vida deficiente, bem como dieta enfraquecida e repleta de químicas, stress, medicamentos,fumaça e poluentes ambientais, tudo isso danifica as células frágeis do cérebro. 

Cada vez mais crianças estão mostrando dificuldades comportamentais, de aprendizagem, de memória, de humor, relacionadas à exposições por poluentes e tais dificuldades persistem na vida adulta.

Pessoas que abusam do seus corpos através de um estilo de vida inadequado podem experimentar uma deterioração mental a partir dos trinta anos. Estão colocando em risco uma deterioração cognitiva no futuro, a  menos que elas assumam o compromisso de reconstruir a função cerebral. VEJA MAIS UMA VEZ A IMPORTÂNCIA DO USO DA ELETROTERAPIA PARA NOSSA SAÚDE. USE O GFU





Sinapses - O QUE É?

A atividade elétrica de um neurônio, distribuída por seu axônio, pode se espalhar diretamente a neurônios vizinhos que tenham contato físico (e portanto elétrico) com aquele neurônio.
A maioria dos neurônios no sistema nervoso da criança ou adulto podem estar por fendas, o que impede a passagem de eletricidade diretamente de um para o outro.
O que permite que a atividade elétrica de um neurônio influencie a atividade elétrica do neurônio seguinte é a transmissão sináptica, o processo de transformação de um sinal elétrico em um sinal químico, e deste sinal químico de volta em um sinal elétrico - agora, no neurônio do outro lado da sinapse. A sinapse, portanto, é esse local onde a atividade de um neurônio é capaz de influenciar a atividade do outro neurônio.
Temos o neurônio pré-sináptico - o que transmite sinal 




 A célula pós-sináptica (a que recebe sinais) possui receptores em sua membrana: proteínas que detectam a presença de neurotransmissores ou neuromoduladores e mudam sua forma como resultado, disparando assim mudanças químicas e/ou elétricas no neurônio pós-sináptico.

No caso ilustrado, a ligação do neurotransmissor ao receptor faz com que este se abra, formando um canal na membrana do neurônio pós-sináptico.


A abertura de vários canais ao mesmo tempo provoca uma modificação na voltagem do neurônio pós-sináptico que é propagada até o corpo da célula, onde fica o núcleo.
  

Ao mesmo tempo que a transmissão sináptica segue adiante do neurônio pós-sináptico, o neurônio pré-sináptico reconstrói suas vesículas sinápticas e as enche de novo, com neurotransmissor novo e também com as moléculas recolhidas (recaptadas) do espaço sináptico.

Disso é feito o funcionamento do cérebro: da transmissão constante de sinais elétricos e químicos de um lado para outro. O que você faz, pensa ou sente a cada instante depende de quais neurônios estão mais ou menos ativos a cada instante. 
O CORPO É MARAVILHOSO e PERFEITO !!!


Um estilo de vida que inclui amplo tempo de relaxamento, meditação, exercício apropriado e bom sono, tudo isso ajuda a regenerar e revigorar nosso estado mental, em suma a forma que nós comemos pode não somente nos ajudar a sermos mais inteligentes, alertas e com sucesso em nossas atividades mentais, mas também mais equilibrados em nossas emoções e comportamento.



TERAPIAS

Os aparelhos emissores de Frequência Única - GFU se associam com toda e qualquer terapia. 

Algumas terapias não não fazem a limpeza do sangue mas aceleram o equilíbrio das energias estagnadas como por exemplo a acupuntura, a Homeopatia, massagens, Reiki, entre tantas outras.

 A Eletroterapia pode ser usado juntamente com os remédios dos tratamentos convencionais, quando esses são necessários.

Os diversos ramos da medicina biológica pro­curam combater a própria doença, fortalecendo o organismo da pessoa e sua força vital. É o caso da Eletroterapia onde "um dos objetivos" é reequilibrar o sistema imunológico e sua energia vital.


Hildegard B. Richter *Parte de um artigo muito bom da TAPS. Esse texto tem mais de 20 anos !!!!



 Felizmente, muitas pessoas já reconhecem que a saúde não depende de médicos e hospitais, mas depende, sim, do meio ambiente e do estilo de vida, em sentido bem amplo. 



Existe ainda a supervalorização da medicina moderna: tanto os profissionais da saúde quanto a população estão tão fascinados com a assistência e os medicamen­tos oferecidos pela indústria da doença que consideram as atividades simples - realizadas na comunidade - um recurso de baixa quali­dade e provisório ...


 Em países ricos como a Suíça, a Austria, os EUA estão se formando agentes de saúde para orientar a população na preservação da saúde, justamente para escapar dessa  assistência .

Ouvimos dizer que "o Brasil é um grande hos­pital", mas poucos sabem que a Alemanha é outro grande hospital, com doenças degenerativas gravíssimas provocadas por má alimentação, pelo meio ambiente tóxico, pelo estresse. As doenças da civilização estão atingindo faixas etárias cada vez mais jovens enquanto os mais velhos estão lutando pelo direito de morrer com dignidade, sem toda a tecnologia utilizada para prolongar a doença. Vale refletir sobre. Veja bem esse texto é de 1990




Nós temos em nosso imenso país a possibilidade de evitar a evolução que ocorre nos países ricos: a industrialização dos alimentos, a poluição do meio ambiente e o estresse. Temos a sorte de viver num pais imenso com muita terra, muitas florestas, mar, rios imensos e estamos seguindo o mesmo caminho da "aparente evolução" dos paises industrializados.


 
Visão acadêmica da medicina

Na realidade, os defensores de todos os ramos da medicina deveriam trabalhar em conjunto em benefício da saúde.
Todos os ramos da medicina deveriam atuar integrados

A medicina alopática, indispensável para os casos agudos e emergências com risco de vida, procura aliviar os sintomas e, em casos graves, ajuda o organismo em sua luta pela sobrevivência. Os efeitos são rápidos, mas muitas vezes acompa­nhados de complicações e efeitos colaterais.

Os diversos ramos da medicina biológica pro­curam combater a própria doença, fortalecendo o organismo da pessoa e sua força vital. É o caso da Eletroterapia onde "um dos objetivos" é reequilibrar o sistema imunológico e sua energia vital.
 
Como exemplo, temos o combate à AIDS. Enquanto a medicina alopática está tentando desesperadamente atingir o vírus e tratar as infecções oportunistas, os outros sistemas terapêuticos procuram fortalecer as defesas do próprio organismo e o espírito da pessoa assim diagnosticada. 


Enquanto a medicina alopática considera a doença incurável diversas terapias alternativas têm tido sucesso comprovado, divulgando em revistas de renome científico. Uma pena que ainda, depois de 20 anos, pouco divulgadas

A razão de existir tanta desinformação  é porque a saúde (melhor dizendo, a doença) se tornou um negócio arquimilionário. 

 Sob forte influência das indústrias farmacêutica e alimentícia - e com enorme esforço publicitário de todos os lados - está crescendo, dia-a-dia, a corrupção na medicina. 

Pesqui­sas são manipuladas e médicos são pressionados a adotar tratamentos que não funcionam.

Com tantas notícias desencontradas e tanta informação contraditória, o leigo fica inseguro e acaba aceitando aquilo que lhe colocam pela frente. Essa manipulação da população não se restringe a uma população com pouca escolaridade. Infelizmente...as pessoas ainda acham mais fácil tomar medicamentos (muitas vezes sem consultar um médico) do que ouvirem o seu corpo. Não é normal ter dor de cabeça.

As pressões são violentas. Aqueles que publicam dados honestos que não interessam às indústrias da doença são perseguidos como o autor dos "Versos satânicos". Em todas as línguas existem livros famosos denunciando esta manipulação. Devido às ameaças contra os tradutores, dificilmente são traduzidos de uma língua para outra.



Cada um de nós, rico ou pobre, precisa acordar para a realidade e tomar consciência de que saúde não significa ter acesso à medicina sofisticada, mas escapar da medicalização generalizada. Sig­nifica assumir a responsabilidade pela preservação da vida, inclusive da natureza e planeta.

(*) Hildegard B. Richter (1925-2007), diretora-presidente da TAPS (Associação Brasileira de Tecnologia Alternativa na Promoção da Saúde) e membro da Comissão Médica Cristã do Conselho Mundial de Igrejas, especializou-se em alimentação e educação para a saúde na GGB, Gesellschaft fuer Gesundheitsberatung, em Lahnstein, Alemanha. Seu legado continua com a Martha Orttinger e o site: www.taps.org.br

Li uma frase que dizia: Em qualquer terapia não alopática, consulte sempre o seu médico. O que provavelmente vai acontecer é ele, aos poucos, ir diminuindo seus medicamentos. Muito legal essa colocação e é real! Vejo isso diariamente com os usuários do GFU.



Legalmente é obrigatória essa declaração abaixo:

As informações, sugestões e idéias apresentadas neste documento são apenas para informação e não devem ser interpretadas como conselhos médicos, diagnóstico de doenças, ou para efeitos de prescrição. Os leitores devem consultar seu médico antes de iniciar qualquer programa de tratamento alternativo. As informações contidas neste documento não devem ser usadas para substituir os serviços ou as instruções de um médico ou profissional de saúde qualificado.
Este produto não é destinado a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença, dor, ferimentos, deformidade ou condição física ou mental. Consulte sempre seu médico.